Depois de «paz» e «tseke», qual será a PALAVRA DO ANO® ?

Em 2016, a palavra eleita foi «paz», reflectindo o desejo profundo de todos os moçambicanos em ver terminado o conflito que então condicionada o dia-a-dia. Um ano mais tarde, a escolha recaiu em «tseke», uma planta herbácea que alcançou uma elevada notoriedade em consequência de uma recomendação governamental no seu cultivo. Agora que nos aproximamos a passos largos do fim do ano, que palavra será escolhida pelos moçambicanos?


A lista das dez candidatas a PALAVRA DO ANO® 2018 já está disponível no site www.palavradoano.co.mz e reflete os temas que mais marcaram a vida colectiva ao longo destes meses:

acidente – Os inúmeros acidentes de viação com vítimas mortais são autênticas tragédias, sendo recorrente a existência de sinistros com transportes colectivos.

autárquicas – As eleições autárquicas foram o grande tema da agenda política, especialmente no segundo semestre do ano.

desbarato – Muitos agricultores têm-se queixado da venda ao desbarato dos produtos que colhem nas suas machambas, fruto dos baixos preços de mercado.

gás – A exploração de uma das maiores reservas de gás natural do mundo tem motivado vários acordos entre o Estado e diferentes multinacionais do sector.

marandza – Este termo é cada vez mais usado nas redes sociais para designar uma mulher tida por interesseira, que escolhe um parceiro com o intuito de obter vantagens.

reassentamento – O investimento internacional na exploração de gás natural no Norte do país tem levado ao desenvolvimento de múltiplos projectos de reassentamento das comunidades locais.

resiliência – As várias dificuldades enfrentadas pelos moçambicanos no dia-a-dia demonstram uma inegável capacidade de perseverança perante as adversidades.

selecção – Após um arranque promissor na fase de apuramento da Taça Africana das Nações, os Mambas têm acumulado vários resultados menos positivos, que colocam em risco a qualificação da selecção para a fase final.

sida – A sida é um grave problema de saúde pública em Moçambique e a principal causa de morte entre cidadãos em idade activa.

terrorismo – Este ano foram cometidos vários ataques terroristas em vilas e aldeias dos distritos de Palma e de Mocímboa da Praia, na província de Cabo Delgado.

É também através do site da iniciativa que se pode votar na palavra preferida, dando-se a possibilidade de os utilizadores poderem partilhar através das redes sociais a sua preferência. A palavra vencedora será conhecida em dezembro.

A PALAVRA DO ANO® é uma iniciativa da Plural Editores, com o apoio do Camões, I. P., que tem como principal objectivo sublinhar a riqueza lexical e o dinamismo criativo da língua portuguesa, património vivo e precioso de todos os que nela se expressam, acentuando, assim, a importância das palavras e dos seus significados na produção individual e social dos sentidos com que vamos interpretando e construindo a própria vida.

A lista de palavras candidatas a Palavra do Ano é produto do trabalho permanente de observação e acompanhamento da realidade da língua portuguesa, levado a cabo pela Plural Editores, através da análise de frequência e distribuição de uso das palavras e do relevo que elas alcançam, tanto nos meios de comunicação e redes sociais como no registo de consultas online e mobile dos dicionários da Porto Editora, tendo em consideração também as sugestões através do site www.palavradoano.co.mz.

06-11-2018